Arpuro planta 12 mil mudas de quatro castas

Redação Brinde-SE

30/09/2021

Um dos mais audaciosos projetos de vitivinicultura do Brasil deu mais um passo importante há uma semana. Com direito a uma bela solenidade em Uberaba (MG), a Vinícola Arpuro plantou suas 12 mil primeiras mudas de quatro castas: syrah (6 mil), marsanne (2 mil), marselan (2 mil) e sauvignon blanc (2 mil).


No primeiro momento, foram ocupados 3 hectares de terras da Fazenda Capão Rico, área que deve ser expandida ao longo de 2022 e 2023. O plantio foi marcado pelo entusiasmo da família Marega, proprietária da vinícola, diante de uma etapa tão importante do planejamento que começou em março de 2020 e vem sendo concretizado dia a dia.


“É emocionante demais. Nossa proposta é muito séria, um projeto relativamente pequeno, mas com grandes ambições. Recebemos 140 pessoas e compartilhamos com cada uma delas um sentimento muito forte, de realização”, disse Valério Marega, um dos sócios.


O evento contou com presenças ilustres, como a do engenheiro agrônomo Murillo de Albuquerque Regina, inventor da técnica de dupla poda, que revolucionou a produção de vinhos no Sudeste, e a da sommelière Cecilia Aldaz, que selecionou os rótulos para o brinde pelo início do cultivo.


A expectativa é de que a primeira colheita seja no inverno de 2023. “Com certeza, vinho nós teremos em dois anos. É promessa nossa, junto com o Valério (Marega)”, afirma o engenheiro agrônomo Gabriel Figueiredo, do Grupo Vitácea Brasil, responsável técnico pelo projeto.


“Fizemos o estudo do microclima aqui da fazenda e constatamos a possibilidade de desenvolver um vinhedo. Temos condições de noites frias, dias ensolarados, baixa precipitação, o que deixa o solo seco. Isso nos permite utilizar plenamente a técnica de dupla poda. Ao mesmo tempo em que é um projeto ousado, é muito pé no chão, porque tem embasamento técnico e científico, minimizando ao máximo a hipótese de erro”, explicou Figueiredo.


Tecnologia aplicada às uvas (e ao vinho)


O desenvolvimento da Vinícola Arpuro se destaca pela utilização da tecnologia. A propriedade tem uma estação meteorológica própria, sistema de internet banda larga, 25 câmeras de monitoramento, porteiras que abrem e fecham por aplicativos, irrigação do pomar conectada à internet e uso de energia solar.


A preparação do plantio contou com mapeamento do solo por meio de drone, trator guiado apenas por GPS, com possibilidade zero de erro humano e maior precisão.


A irrigação faz uso de sensores de pH da água antes e depois da mistura dos fertilizantes. Há ainda monitoramento da umidade do solo para determinar, de forma exata, a irrigação necessária, assim como "hidrômetros" que apuram a quantidade de água utilizada em cada quadra. Todo esse aparato é ligado ao wifi para coleta de dados, que são armazenados na nuvem e podem ser acessados remotamem equipamentos de ponta se junta às boas condições climáticas, terras com altitude superior a 800 metros e solo apropriado para a viticultura. Além disso, a fazenda é cortada pela rodovia BR 050, numa posição geográfica estratégica, a cerca de 500 km de grandes mercados consumidores, como São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Goiânia.


Link da matéria original: https://www.brindese.com.br/post/arpuro-planta-12-mil-mudas-de-quatro-castas

Posts recentes

Ver tudo